Uma breve história da Casa dos Síndicos

Em 1982, Bernardino Vendruscolo trabalhava no setor de Segurança Interna da REFAP/PETROBRAS, em Canoas. Tinha, na ocasião, 28 anos. Nesse período, adquiriu, através do sistema de Cooperativa Habitacional financiado pela CEF/BNH, seu primeiro imóvel, localizado em uma das 992 unidades habitacionais do Parque Residencial Teresópolis (PARETE), situado na Rua Orfanatrófio, em Porto Alegre.

Bernardino ficou muito conhecido entre os futuros condôminos durante a participação nos grupos de trabalho do INOCOP – serviço que preparava as pessoas para conviverem em condomínio. Assim, recebeu o apoio de um grande número de pessoas e atendendo ao apelo, decidiu concorrer à eleição de Síndico do Condomínio. A convocação ocorreu pelos jornais e a Assembleia foi realizada no Colégio Rosário.

Bernardino acabou sendo eleito Síndico do conjunto habitacional mesmo antes de morar no local. Naquela época, os Síndicos eram, em sua maioria, funcionários públicos aposentados ou militares – tratava-se, praticamente, de um pré-requisito para o cargo. Portanto, a sua eleição foi uma verdadeira surpresa.

A excepcionalidade da situação trouxe dúvidas a alguns condôminos, que questionavam se aquele jovem recém-chegado teria condições de administrar os quase mil imóveis distribuídos em 60 blocos. Apesar disso, seu trabalho foi reconhecido, o que lhe garantiu a reeleição.

As conquistas, entretanto, não foram fáceis. Um exemplo dos desafios enfrentados era a ausência de informatização de dados, o que fazia com que a Administradora da época demorasse de 10 a 15 dias para repassar a posição financeira do Condomínio. Naquele momento a inflação do país variava entre 60 e 80% ao mês, quando a entrega das informações ocorria, os dados já estavam completamente desatualizados. Era necessário muito esforço e criatividade para fazer planejamentos e atender os compromissos mensais.

Diante desse quadro, em 1984, juntamente com outro sócio, Bernardino liderou a abertura da Administradora de Imóveis Gaúcha, com um propósito ousado para a época: uma conta bancária própria para o Condomínio. A proposta era inovadora, mas as condições para sua implementação mostraram-se complicadas. Para se ter uma ideia, não existia previsão de obrigatoriedade na legislação sobre a criação de um CNPJ para os Conjuntos Residenciais, o que impedia, portanto, a abertura da almejada conta bancária própria. Após inúmeras tratativas, a Administradora conseguiu abrir a referida conta no Banco Sul Brasileiro – que, infelizmente, logo sofreu intervenção e veio à falência.

A data de 1º de julho de 1986, foi marcante para a vida do fundador da Casa dos Síndicos, no dia em que estava completando oito anos de trabalho na REFAP/PETROBRAS, Bernardino pediu demissão. A ideia era se dedicar, exclusivamente, à Administradora.

Alguns anos depois, em 1991, surgiu também a ADMINISTRADORA CASA DOS SÍNDICOS. Quando ocorreu a separação da sociedade, Bernardino permaneceu com os dois escritórios vinculados à CASA DOS SÍNDICOS – um em Porto Alegre e outro em Canoas –, enquanto seus ex-sócios ficaram com a Imobiliária Gaúcha.

Em janeiro de 2005, com 3.780 votos, Bernardino assumiu o cargo de Vereador de Porto Alegre. Quatro anos depois foi reeleito com 6.433 votos, e na sua terceira e última eleição foi novamente reeleito, com 7.433 votos.

Mesmo em plena ascensão política, no ano de 2016, Bernardino, a pedido da família e pela necessidade de se dedicar exclusivamente à Administradora, deixou a vida pública.

Em 2018, atendendo a uma antiga reivindicação dos clientes da região, está sendo inaugurada a filial de Esteio, situada na Rua Garibaldi, nº 141-B. Além disso, visando o bem-estar, a praticidade e a otimização do atendimento aos clientes de Canoas, está sendo entregue a nova sede da Administradora, localizada na Avenida Brasil, nº 296, próximo ao Foro, no centro da cidade, contando com uma área de mais de 800 m².

Neste momento em que se resgata a história da CASA DOS SÍNDICOS, também é importante destacar a participação das suas filhas Andreia Vendruscolo, advogada e especializada em Direito Imobiliário e da Anita Bibianna Vendruscolo, graduanda em Direito, que introduzem novos conhecimentos e energia à empresa. Além disso, cabe pontuar que os Consultores de condomínio da Administradora são altamente treinados e qualificados, estando aptos a atender e orientar os clientes da melhor forma possível.  

Palavras do fundador da Administradora Casa dos Síndicos:

“Eu não consigo me ver separado da CASA DOS SÍNDICOS. Somos um único corpo em busca de um mesmo objetivo, com princípios claros. Chegamos até aqui, pela confiança dos nossos clientes e pela dedicação de nossos colaboradores. A nossa missão é aperfeiçoar, cada vez mais, o nosso trabalho, através de um atendimento pessoal e fraterno, pois nenhuma máquina eletrônica é capaz de substituir o ser humano”.

Sede Canoas

Filial Esteio